AJUDE-OS !

Actualização da situação de Portugal

Portugal é um país de 92 000 km2 localizado na costa atlântica do sul da Europa. Tem uma fronteira comum com a Espanha de 1215 km.

Sua população é de 9,9 milhões e estima-se que 4,6 milhões são portugueses no exterior.

Entrou em 1986 na CEE, beneficia de fundos estruturais e investimentos europeus. Em 1985, o seu PIB era de 50% da média europeia, hoje é de 70%. Seu crescimento é de 3,5% ao ano para 6,9% dos desempregados.

A organização administrativa tem dois níveis de decisão: o governo e a comuna (equivalente ao cantão francês) com seu prefeito e seu conselho municipal.

Portugal coloca grande parte da sua economia na madeira e na cortiça. O problema do fogo é, portanto, sério.

Por que precisamos estar cientes da urgência da situação e ajudar os Bombeiros a salvar vidas e proteger o meio ambiente ?

Os bombeiros em Portugal são um ramo da proteção civil em Portugal. Em 2013, Portugal contava com 42.592 bombeiros voluntários e 6 363 profissionais. E a lacuna está aumentando ano após ano: a obsolescência de materiais e equipamentos, condições precárias e não-reconhecimento geral etc. não encorajam os voluntários a engajar muitos. E apesar da criação de uma escola profissionalizante em 2017 perto do Porto, o aumento dos bombeiros profissionais também não aumenta.

Observações feitas no quartel do Porto verão 2017

Porto 300.000 habitantes. 1 quartel de profissionais, 2 quartéis de voluntários. O SAP é fornecido por ambulâncias e pelo UAS local. Equipe de 230 SPP e 33 SPP na guarda por 12h guardas. Equipamentos obsoletos também ao nível dos veículos como o equipamento dos bombeiros …

Atividade operacional - Aproximadamente 4000 surtidas por ano

OD 50%
Incêndio 30%
Resgate de estradas 20%
Outros 5%

Para uma cidade importante e mais equipada do que as outras, nós já notamos um sub-equipamento e pessoal: 33 SPP na guarda para 4000 partidas! E 2 VPI e 2 FPT para uma piscina de 300 000 Hab, é totalmente insuficiente!

Note-se que o quartel do Porto já existe há 350 anos e os bombeiros ainda não têm residência oficial em Portugal. Apenas os bombeiros voluntários da segurança civil são reconhecidos como tal. E ainda há muito poucos profissionais: para as grandes cidades (Lisboa, Porto, Coimbra e uma ou duas outras …) existe um corpo de bombeiros “profissional” mas não reconhecido como tal.

Os sapadores são funcionários comuns, o comando é militar. Resgate de resgate especializado é fornecido pela Marinha e resgate radioativo e químico, SD etc … pelos militares.

A escola da SPP no Porto abriu em 2017 para formar futuros supervisores.

A evolução da situação é muito lenta e insuficiente para garantir a segurança da população e proteger o meio ambiente em boas condições ou em condições mínimas...

Sem os meios, todos os dias eles lutam para salvar vidas …
Hoje, eles precisam de nós! Então, não hesite mais: AJUDE-OS!
E é a ação de todos e cada um que lutará eficazmente para preservar nossa herança, nossas florestas e Nossa Vida …

Não hesite, junte-se à PararOsFogos e seja, você também, atores dessa mudança ..

Scroll Up